In Blog
a_questao_da_palestina_em_serie_livro_filme

A questão da Palestina em série, livro e filmes

6 indicações premiadas para você se inteirar do assunto

Em 2017, o Martureo lançou, com a Editora Ultimato e o Seminário Teológico Servo de Cristo, De quem é a Terra Santa? – O contínuo conflito entre Israel e Palestina. A obra de Colin Chapman traz a história e as questões políticas da região, além de modos como os cristãos interpretam a Bíblia e como isso interfere no impasse.

Recomendamos, claro, essa leitura. Aos que se interessam pelo tema, seguem ainda 6 indicações – série, livro e 4 filmes – de obras (sem o viés acadêmico e de autores que não se declaram cristãos) que podem ajudar no entendimento de como é complexa a ocupação desse território. O Instituto Brasil-Israel oferece outras indicações de filmes além das que estão a seguir.

Série Fauda

Produzida pelo canal israelense Yes, a série falada em árabe e hebraico figura no catálogo mundial da Netflix. A história de Fauda (caos, em árabe) baseia-se nas atividades de uma unidade secreta israelense na Cisjordânia e mostra, no pano de fundo da trama, a situação dos palestinos que vivem sem um estado independente. A primeira temporada trata da caça a um terrorista do Hamas e a segunda introduz o Estado Islâmico no enredo.

Livro A cicatriz de David

Publicado pela Record em 2008, o romance de Susan Abulhawa desenvolve-se a partir de um tema batido: o rapto de um bebê. Ainda assim, surpreende. Um menino palestino que vivia no campo de refugiados de Jenin é capturado, em 1948, por um soldado israelense cuja esposa não podia gerar filhos. Ismael vira David e é educado segundo os preceitos do judaísmo. Quando jovem, durante a Guerra dos Seis Anos, ele fica frente a frente com seu irmão biológico Yousef. Qual a sua verdadeira identidade?

Filme Lemon Tree

Incrível produção de Israel-França-Alemanha de 2008 do diretor Eran Riklis! Salma, uma palestina viúva, vive do pomar de limões que possui na Cisjordânia, criado pelo pai dela 50 anos antes. A plantação fica junto à fronteira com Israel. Um dia, mudam-se para a bela casa do lado israelense o próprio ministro da Defesa do país, Israel Navon (Doron Tavory), e sua mulher Mira (Rona Lipaz-Michael). O serviço secreto israelense decide que é preciso botar abaixo os limoeiros. Salma resiste como pode.

Documentário O longo caminho para casa

De Mark Jonathan Harris, ganhou o Oscar de Melhor Documentário de 1998. Com imagens raras de arquivos e depoimentos, retrata o período pós Segunda Guerra Mundial (1945 a 1948), quando milhares de judeus que sobreviveram ao Holocausto foram abandonados à própria sorte. Boa parte deles retornou à Palestina, onde, em 1948, foi criado o Estado de Israel. A narração é de Morgan Freeman e há relatos de atores importantes como Mantin Landau.

Filme e livro Uma garrafa no mar de Gaza

Uma jovem judia de Jerusalém que cresceu em Paris quer entender o porquê de ataques terroristas à capital francesa. Lança o questionamento em uma garrafa que chega a um jovem palestino em Gaza. A partir daí, começa uma comunicação interessante entre os dois vizinhos, que fazem um intercâmbio de seus pontos de vista. Uma coprodução Israel-França dirigida por Thierry Binisti de 2013. Há também o livro da história de Valérie Zenatti publicado pela Editora Seguinte.

Filme Budrus

Documentário de 2009 dirigido por Julia Bacha que recebeu mais de 15 prêmios internacionais. O tema são os protestos não-violentes de 2003 contra a construção de um muro, proposto pelos israelenses, que destruiria oliveiras histórias e importantes para a economia do vilarejo de Budrus. O líder comunitário Ayed Morrar e sua filha estavam à frente do movimento, que conseguiu unir facções palestinas rivais e ainda judeus progressistas.

Quer saber mais sobre o assunto? Leia os seguinte artigos:

Tentando compreender Gaza, por Colin Chapman
De quem é a Terra Santa?, por Marcos Amado

Comments

Recommended Posts